agende-sua-consulta

A endoscopia digestiva alta é um exame no qual se visualiza o esôfago, estômago e duodeno. Para realizá-lo, utiliza-se o videoendoscópio, aparelho em forma de tubo que, após a sedação do paciente (sedativo intravenoso e anestesia local na garganta), é inserido através da boca e captura as imagens desejadas, permitindo que os médicos as vejam em um monitor.

O exame é pedido quando o paciente apresenta alguns dos sintomas abaixo:

● Sensação de saciedade mesmo se comer menos que o habitual;

● Impressão de que o alimento não seguiu até o estômago;

● Fezes negras;

● Vômitos com sangue;

● Azia com freqüência;

● Quadro de anemia, sem explicação;

● Dor ou desconforto na parte superior do abdômen;

Problemas de deglutição ou dor ao engolir;

Perda de peso sem explicação plausível;

Náuseas e vômitos incessantes.

Ou ainda quando o paciente apresenta ou sofre de cirrose hepática (o exame é capaz de identificar varizes na parte inferior do esôfago, (que, se não forem tratadas, podem sangrar), Doença de Crohn (acompanhamento de rotina), e para doenças do aparelho digestivo alto já diagnosticadas que precisem de acompanhamento de rotina, ou quando há suspeita da presença da bactéria Helicobacter pylori.

A endoscopia digestiva alta, por ser um procedimento médico minimamente invasivo, também é utilizada para a colocação de balão intragástrico (tratamento de obesidade; colocação de sondas e drenos; retirada de pólipos; remoção de corpos estranhos (objetos engolidos acidentalmente por crianças, por exemplo); realização de biópsias da mucosa gástrica e coletas de material para fins de cultura.

Tempo de duração do exame: de 5 a 40 minutos, dependendo da área a ser analisada.

Pré-requisitos para fazer o exame: jejum absoluto de 08 horas e, em casos especiais, privação de medicamentos habituais ao paciente, de acordo com a orientação do médico.

Cuidados pós-exame: é importante que o paciente esteja acompanhado de alguém que possa ajudá-lo a se locomover após o exame. Não poderá trabalhar, operar máquinas ou dirigir até que o efeito da sedação cesse completamente.

Contra-indicações: pacientes com problemas neurológicos, respiratórios ou cardíacos, ou ainda alérgicos a determinadas medicações deverão avisar ao médico antes de marcar o exame. Pacientes Gestantes também deverão avisar ao médico.

.

.

.